fbpx

Volume Da Prancha: Guia Definitivo

Volume Da Prancha: Guia Definitivo

O Blog do Prancha Nova traz hoje um guia definitivo para você, que como a maioria dos surfistas, tem dúvida com relação ao volume ideal da prancha de surf.

Há pouco mais de uma década que os fabricantes de pranchas de surf começaram a colocar nas especificações dos modelos de suas pranchas a quantidade de volume, ou litragem, contida nelas. Sem dúvida isso aconteceu por conta do uso cada vez mais frequente e modernizado dos softwares de shape 3D e das máquinas. Com estes sistemas, os shapers conseguem obter um valor para cada prancha de acordo com o cruzamento de diversas medidas contidas nos arquivos destas pranchas.

É de suma importância entender a litragem da sua prancha de surf e a relação com seu tamanho e peso. Esta dúvida é bastante frequente em nossas redes sociais e no chat com nossos consultores. Não é raro recebermos contatos pedindo mais detalhes sobre este assunto, sendo assim decidimos nos aprofundar no tema para que nossos seguidores e clientes possam compreender cada vez mais sobre todos os detalhes que dizem respeito às pranchas de surf.

O Que É Volume/Litragem?

O volume de uma prancha é uma medida referente à quantidade total de espaço que ela ocupa. Se sua prancha fosse um cubo perfeito, bastaria um cálculo simples de comprimento x largura x altura. No entanto, como as pranchas são cheias de curvas, rocker e concaves, a coisa é um pouco mais complicada. No passado, a única maneira de saber o volume de uma prancha era mergulhá-la em uma banheira ou piscina para ver a quantidade de água que era deslocada. Até mesmo por isso que normalmente medimos o volume da prancha em litros em vez de polegadas cúbicas.

Abaixo podemos ter essa comparação simples de como seria o volume de uma caixa com as mesmas medidas básicas de uma prancha: comprimento, largura e espessura. São 59 litros na caixa contra 32 na prancha.

volume prancha

Atualmente, como já dissemos anteriormente, a maioria das pranchas é projetada usando softwares de computador, fica fácil calcular o volume de uma prancha pronta. De fato, a grande maioria das marcas exibe o volume de seus modelos nos sites e também é claro na própria prancha.

volume prancha

Por que O Volume É Importante?

O volume é importante porque nos dá uma ideia realista do tamanho real das nossas pranchas. Desde a drástica mudança no padrão das pranchas no início dos anos 2000, nos dias de hoje existe uma gama enorme de modelos para o surfista escolher. Destaque para as híbridas, que se encaixam entre os modelos fish e as pranchinhas de alta performance. Elas ganharam muita popularidade por atenderem a um enorme público, que sentia as pranchinhas muito ariscas e as fish pouco manobráveis.

Essas pranchas vieram para provar que apenas as três dimensões padrão (comprimento, largura e espessura) não nos fornecem informações suficientes para sabermos se uma prancha funcionará ou não para este ou aquele surfista. Inclusive, é possível que três pranchas com as mesmas dimensões padrão tenham funcionalidade, aparência e volume distintos.

Na realidade, o que o volume realmente nos diz é quanto a prancha irá flutuar sobre a água. Isso importa bastante, pois quanto mais uma prancha flutua na água, menos arrasto ela irá gerar quando o surfista remar em cima dela. Sendo assim, quanto mais rápido o surfista for capaz de se mover, melhor será o poder de remada. Consequentemente, quanto melhor renderem suas remadas, mais ondas conseguirá pegar, facilitando inclusive a entrada em ondas cheias e fracas. Mas não pense que é só isso, o volume da prancha é apenas metade da equação, a outra parte é o peso do surfista. Seguindo esta lógica, um surfista mais pesado precisará de mais volume para flutuar nele.

Relação Peso + Habilidade = Volume

Existe uma importante relação entre peso do surfista e volume da prancha. Entretanto, o fator habilidade e também o tipo de onda dirão muito no resultado da prancha. Podemos falar de uma proporção de quilos por litro. Para obter esse número, podemos dividir o peso do surfista pelo coeficiente de acordo com seu nível de surf. O resultado dessa equação trará uma ideia do intervalo de volume correto para cada surfista.

Para saber qual coeficiente usar, separamos os surfistas em seis níveis diferentes. Com base no nível em que se identificar, divida seu peso pelo coeficiente e terá o volume. Novamente, isso não quer dizer que sua prancha mágica tem que, necessariamente, ter este volume exatamente. Cada surfista tem suas preferências pessoais, então tudo deve ser levado em consideração. Por exemplo, surfistas como Gabriel Medina e John John Florence gostam de pranchas com mais volume do que este coeficiente iria indicar para eles.

  • Nível 1: Aprendiz, primeiros passos aprendendo a ficar em pé e se estabilizar nas ondinhas de espuma = Q 1,2
  • N2: Iniciante, está aprimorando a remada e já consegue entrar sozinho nas ondas, mantendo-se em pé nas paredes: Q 1,6
  • N3: Iniciante/Intermediário: já consegue dropar direto na parede da onda e arrisca algumas curvas e manobras básicas: Q 1,9
  • N4: Intermediário: tem bom controle sobre a prancha, consegue acelerar e frear, acerta manobras básicas com frequência: Q 2,3
  • N5: Avançado: total controle sobre a prancha, pega bem os tubos e acerta boas combinações de manobras com fluidez: Q 2,6
  • N6: Surfista em nível profissional: total domínio dos movimentos complexos do esporte: Q 2,9

Como Usar Essa Informação?

litragem

Primeiramente, não tenha como objetivo um tamanho de prancha exato. O surfista deve ter como objetivo a performance que aquela prancha deve entregar. Embora uma prancha menor seja, em teoria, mais fácil de manobrar, ela também exigirá uma melhor técnica. Isso pode ser uma âncora no aprimoramento do surfista, atrasando sua curva de evolução.

Tenha em mente que uma prancha muito pequena vai ter menor poder de remada, consequentemente entrando tardiamente nas ondas. Isso irá dificultar o drop e se ele for ruim, poderá arruinar todo o restante da onda. Além disso, uma prancha com pouco volume para a habilidade do surfista irá enterrar nas curvas e fazer o surf ficar lento e sem fluidez. Da mesma forma, uma prancha grande demais, com muito volume, poderá ser bem difícil de virar, principalmente para quem ainda não tem muita técnica.

Construção E Materiais

 

Muito se ouve falar que o material de construção de uma prancha altera seu volume. Algumas pessoas afirmam que as pranchas EPS/Epóxi flutuam mais, que sentem a prancha mais fora d’água em comparação com uma prancha regular de PU. Certamente as pranchas em EPS são mais leves, mas será que isso realmente significa que elas flutuam mais? Sim, pois são mais leves devido ao EPS tem densidade menor que o poliuretano. Mas será que o software de desenvolvimento realmente sabe a diferença entre as duas construções? A resposta é não.

É importante lembrar que apesar de os volumes serem os mesmos para dois modelos iguais nas mesmas dimensões, o desempenho será diferente. Lembre-se, isso não tem a ver com o volume, mas sim com o peso da prancha. O uso do peso de uma prancha de PU pode ajudá-lo a ganhar velocidade e passar sessões em ondas maiores, com mais pressão, enquanto a leveza da prancha de EPS é excelente para ondas mais fracas, pequenas e lisas. É aí que mora a grande diferença de desempenho.

Converse Com Especialistas

Embora o volume seja uma ferramenta útil para auxiliar na seleção da sua próxima prancha, ele é apenas uma peça em um quebra-cabeça muito maior. Comprar uma nova prancha somente considerando o volume, sem considerar o estilo, a forma, o objetivo e uma série de outras variáveis poderia ser uma decisão precipitada.

De qualquer forma, saber o volume adequado é a maneira mais precisa de comparar a enorme variedade de pranchas que estão disponíveis no mercado. Encontre um bom volume adequado ao seu condicionamento físico, capacidade e nível de conforto no surf e veja quais pranchas você pode encontrar nessa faixa, nossos consultores poderão te auxiliar através do chat.

Quer saber qual a prancha certa para você? Acesse nossa página de volume, clique no botão logo abaixo da tabela e preencha o breve formulário. Se conhece alguém que também tem dúvidas sobre a litragem das pranchas, encaminhe este link para ajudá-lo a entender melhor e boas ondas!

8 thoughts on “Volume Da Prancha: Guia Definitivo

  1. Felipe Borges says:

    Show de bola burung hantu, belo texto, voltei a tentar uma de epóxi.. senti bem o que vc falou sobre a velocidade na parede, parece que a PU desenvolve melhor!!! Abraço

    • Luís Coruja says:

      Obrigado por ler e comentar, amigo! Não desista dessa epóxi, deve funcionar bem nas ondas mais lentas e sem vento em BC por exemplo. Mas realmente se está sentindo essa diferença em desenvolver velocidade na parede o ideal é ter uma PU pra completar o quiver. Grande abraço!

    • Luís Coruja says:

      Obrigado, Ítalo! Ficamos muito felizes por compartilhar informação e conhecimento com nossos amigos e clientes. Grande abraço e boas ondas!

    • Luís Coruja says:

      Obrigado pelas palavras, Samuel. Nos satisfaz muito saber que de alguma forma as informações que compartilhamos foram úteis para você. Se sentir de compartilhar com os amigos, agradecemos muito também. Boas ondas e conte conosco.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat