Quais São As Contraindicações Do Surf?

contraindicações do surfe

Quais São As Contraindicações Do Surf?

O surf é um esporte que, como outros, oferece grandes benefícios para quem o pratica, mas também existem contraindicações.

Os surfistas estão em contato com a natureza o tempo todo e geralmente ficam tranquilos e felizes após uma boa sessão. Por vezes, funciona mais como uma terapia, realmente.

A maioria dos surfistas está em boa forma e segue hábitos saudáveis, mas o surf também possui aspectos que demandam atenção, a maioria deles relacionada à nossa saúde. Assim sendo, elencamos os principais deles nesse artigo, para que você possa se cuidar melhor e atenuar possíveis consequências.

O Sol

Os dias ensolarados são muito agradáveis ​​para surfar, a cor da água fica mais clara, parece até que as ondas ficam melhores, e claro, as temperaturas mais altas são muito convidativas também. Entretanto, o sol também pode ser prejudicial.

Sessões longas de surf deixam os surfistas expostos aos raios UV por mais tempo do que um filtro solar pode proteger sua pele. Depois de anos, as consequências podem ser graves, pois há uma lista de doenças causadas pelos raios solares. As faixas etárias, a fotossensibilidade, as rugas, o melanoma, o carcinoma basocelular e o câncer de pele são os mais comuns.

Para minimizar os efeitos da exposição ao sol, evite surfar entre 10h e 15h, sempre utilize roupas que contenham proteção UV em seu tecido (ou roupas de neoprene) e principalmente use protetor solar adequado – à base de óxido de zinco e dióxido de titânio.

Ainda se achar necessário, pode vestir chapéus e óculos de sol, eles são uma boa opção para quem tem olhos azuis e verdes.

Coluna Vertebral

Remar é uma parte importante do surf. Dependendo do tipo de onda em que estamos surfando, são necessárias remadas muito longas para alcançar o outside. Às vezes, é um point break em que as ondas quebram por mais de duzentos metros. Outras vezes, é um beach break com ondas quebrando longe da costa.

Em ambos os casos, o excesso de arqueamento exerce pressão sobre a coluna vertebral, o que pode causar dor lombar e lordose. Para minimizar esses sintomas, comece comendo de maneira mais saudável, alongue os flexores do quadril, alongue a parte superior do corpo, agache-se corretamente, exercite os abdominais e fique menos tempo sentado. Também recomendo que você visite um osteopata ou quiropata regularmente, talvez uma vez por mês, para alinhar sua coluna e evitar lesões.

Outros problemas físicos

Juntamente com a região lombar, os ombros, os joelhos e os tornozelos são outras partes comuns dos corpos dos surfistas que podem ser facilmente machucados. Exercício e alongamento são as principais chaves para evitar qualquer tipo de lesão. Se você já sente dor em qualquer parte do seu corpo, não vá surfar. Aguarde alguns dias até se sentir melhor e, se não estiver, vá a um médico ou fisioterapeuta.

Água Poluída

O risco de infecção bacteriana, especialmente em áreas urbanas, pode deixá-lo doente. Na maior parte, a água contaminada pelos esgotos da cidade o expõe a E.Coli e outros patógenos intestinais. Para evitar adoecer devido à água poluída, as autoridades de saúde recomendam ficar fora das águas da praia por 72 horas após uma tempestade e também ficar a pelo menos 50 metros de qualquer boca de rio ou dreno.

água poluída

Surfar Sozinho

Aqui está uma coisa importante que você nunca deve esquecer, mesmo que daqui há 20 anos se torne um especialista ou surfista profissional. Nunca surfe sozinho, completamente sozinho.

Nós nunca sabemos o que pode acontecer na água. Sua prancha pode bater na sua cabeça sob a água durante um caldo ou talvez uma corrente possa empurrá-lo para o meio do oceano. O oceano é realmente poderoso e não temos chances contra a mãe natureza. Por isso, sempre tenha alguém olhando por você, compartilhando as ondas. Preste atenção quando seu amigo pegar uma onda, procure por ele também. Melhor prevenir do que remediar.

Fundos rasos

Rochas, recifes de coral e bancos de areia são uma grande parte da cultura do surf. Rochas e recifes de coral são amados e odiados pelos surfistas. Eles criam ondas perfeitas quando os swells atingem o fundo duro e ondas em forma imaculada quebram sobre eles. O mesmo acontece com os bancos de areia rasos.

Todavia, sempre há um preço a pagar por isso. Depois de cair e bater no fundo com qualquer parte do seu corpo, você nunca esquecerá esse momento. De pequenos machucados até cortes profundos e concussões. Certamente não é recomendado que inciantes surfem esse tipo de ondas. Portanto, fique longe delas por enquanto e aguarde até que você esteja preparado e tenha alguém mais experiente para acompanhá-lo nas primeiras sessões.

Se você for cortado por pedras e corais, lave o local com bastante água mineral e sabonete antibacteriano (não use limão) e use spray anti-séptico para concluir a limpeza. Proteja o corte da poeira e da areia e fique fora da água até que ela cure. Caso seja necessário, faça uso de pomadas antibióticas no local e procure um médico se o corte não melhorar e principalmente se aparecem ínguas pelo corpo.

Vida Marinha

Aqui estamos falando especialmente sobre tubarões. Sim, nenhum outro animal assusta mais um surfista do que tubarões, e todos sabemos que eles estão lá, em algum lugar abaixo da superfície da água. Alguns lugares são conhecidos por serem realmente infestados.

Sempre que houver sinais de tubarões, fique fora da água. Preste atenção aos helicópteros oficiais que voam bem acima da água, os oficiais geralmente avistam tubarões e avisam as pessoas se vêem algum.

Outras criaturas que podem causar dor são as águas-vivas. Elas machucam, elas “queimam” a sua pele como se fossem fogo. Pergunte aos guarda-vidas ou a outros surfistas se houve casos de pessoas se machucando e use lycras de manga longa ou roupas de neoprene para minimizar a área de pele exposta.

Se por infelicidade você for “queimado” por águas-vivas ou caravelas, jamais passe água doce ou esfregue a área com sabonete. Primeiramente lave as regiões afetadas com vinagre, abundantemente. Se for necessário, tome também um antialérgico. Se ainda assim os efeitos desagradáveis continuarem, procure atendimento médico o quanto antes.

Localismo

Essa é uma questão global. Todo país com boas ondas tem alguns picos que são “protegidos” pelos surfistas locais. Eles não permitem que pessoas que não são de lá surfem suas ondas. Para iniciantes, esse não é um grande problema, mas você certamente desejará surfar nessas ondas um dia depois de melhorar suas habilidades.

Por enquanto, deixe-as para os habitantes locais e tente conhecer um ou dois deles, para que, em alguns anos, eles deixem você pegar algumas das ondas “deles”.

Agora que você terminou de ler este artigo, leia-o novamente. Há algumas coisas que precisam se tornar hábitos e eu quero que você sempre se lembre delas, como protetor solar, exercício e não surfar sozinho. Os outros também são importantes, mas não acontecerão todos os dias.

Deixe um comentário