fbpx

Al Merrick Neck Beard 2: Analisando Pranchas

Al Merrick Neck Beard 2: Analisando Pranchas

Nossa série Analisando Pranchas tem como alvo hoje a fantástica Neck Beard 2, da Al Merrick. Este modelo pode parecer estranho aos olhos, mas certamente você terá outra impressão depois de conhecê-la melhor.

A Criação

Este modelo, lançado há pouco menos de dois anos, foi inspirado no projeto cinematográfico da revista australiana Stab, o The Electric Acid Surfboard Test, onde Dane Reynolds foi convidado a testar pranchas alternativas em uma surf trip para o México.

Desenvolvida pelo shaper da Channel Islands Surfboards, Britt Merrick, para o surfista Dane Reynolds, essa prancha é uma melhoria da primeira Neck Beard. Alguns ajustes pontuais foram feitos como por exemplo na rabeta e no fundo, visto que Reynolds é um grande fã de pranchas com o fundo single concave. Dane pediu a Britt que retirasse o vee do fundo da original Neck Beard. Sendo assim, ele criou um single concave em todo o fundo da prancha, o que fornece muita velocidade e sustentação.

No vídeo abaixo é possível ouvir a história completa sobre a criação da Neck Beard 2 nas palavras do próprio Britt Merrick em conversa com o analista Noel Salas. Ele explica que Dane acabou não testando a primeira versão da Neck Beard por causa de uma grave lesão, e quanto se recuperou acabou não gostando muito dela. Com seus feedbacks é que Britt criou a segunda versão, a NB2.

Performance

neck beard

Com o objetivo de ser usada como uma prancha pequena e ágil, geralmente menor que a altura do próprio surfista, a NB2 adora surfar de forma agressiva, realizando curvas curtas e explosivas no pocket das ondas e principalmente atacando o lip ou acima dele, já que é tida como um dos melhores modelos para aéreos atualmente. Sua área de bico e rabeta avantajadas auxiliam muito na descolagem e na aterrissagem dos voos.

A ampla e incomum rabeta quadrada (square) oferece mais área de superfície, que combinada com o fundo single concave é capaz de gerar altas velocidades. Muitas pessoas acabam ficando em dúvida quanto à capacidade das pranchas com rabetas largas de performarem bem nas curvas, mas o feedback dos surfistas que já surfaram com ela é unânime, ela é capaz realizar fortes rasgadas nas partes críticas das ondas assim como tracas de direção ágeis bem marcadas. Inclusive, o analista de pranchas do programa Surf N’ Show, Noel Salas, em sua revisão deste modelo disse que “a NB2 merece ser chamada de “quiver de uma prancha só.”

Características

A Neck Beard 2 traz algumas características comuns de pranchas para ondas pequenas, como por exemplo a curva de rocker de bico baixa e boa quantidade de volume debaixo do peito. Sendo assim, ela fornece excelente poder de remada e entrada nas ondas. Na parte central seu rocker é estagiado e facilita a prancha a performar bem nas partes fracas das ondas sem perder velocidade. Contando com um rocker de saída médio nas polegadas finais da rabeta, esta prancha permite ao surfista atacar as ondas de forma mais vertical, realizando manobras agressivas soltando a rabeta para fora da onda.

Com um outline mais paralelo, esta prancha entrega muita velocidade para passar as seções rápidas das ondas e atura curvas mais abertas e longas realizadas com pressão nas bordas. Bordas estas que são médias do bico até próxima das quilhas, caindo em espessura perto da rabeta. Isso faz com que a parte de trás da prancha se engaje muito bem nas curvas, permitindo que a NB2 realize curvas com pressão e muito drive. Isso acontece muito bem principalmente por conta de sua rabeta ter duas pontas bem pronunciadas, que geram mais segurança e pontos de rotação nas curvas.

Sem dúvida este modelo é para aqueles surfistas com mais habilidade, a partir do intermediário/avançado até os profissionais. Serve muito bem para os que procuram uma prancha mais agressiva e de alto desempenho em condições variadas de ondas entre 1 e 4 pés.

Tecnologia Spine-Tek

Esta prancha pode ser usada tanto na construção PU (poliuretano) normal quando na EPS Spine-Tek. Esta última é uma tecnologia exclusiva da Channel Islands que tem se mostrado a preferida dos surfistas neste modelo de prancha. Conheça melhor as vantagens dela abaixo:

  • Aumenta a eficiência e a capacidade de resposta, redireciona mais rápido e com mais agilidade.
  • Viva e sensível sob os pés.
  • Proporciona ao surfista alcançar alta performance com menos esforço.
  • Aumenta a durabilidade da prancha.
  • Carrega energia nas cavadas e a libera nas entradas das manobras, como uma energia cinética.
  • Mantém uma memória constante, tem ótima resiliência e retorna à sua forma natural após cada curva.

Quilhas

neck beard

A Neck Beard 2 de fato prefere quilhas mais rígidas, que oferecem mais consistência nas manobras e mais segurança e drive nas cavadas. Recomendamos também que utilize quilhas médias se a prancha for construída em Spine-Tek e quilhas grandes se ela for construída no material tradicional PU, pois a prancha de poliuretano com longarina não apresenta a mesma resposta rápida da Spine-Tek. Sendo assim, a utilização de quilhas grandes ajuda bastante nisso. Com relação às características, prefira aquelas com mais rake, ou seja, mais alongadas para trás como é o caso da FCS AM2 Aircore e a Futures Fins AM2.

Impressões Dos Clientes

Conversamos com alguns de nossos clientes que têm utilizado a Neck Beard 2 em condições variadas no sul do Brasil. Sendo assim, trazemos abaixo algumas de suas opiniões sobre ela.

Felipe – Nível Intermediário (1,80m e 70kg, usa uma 5’6″ com 26,7 litros)

“Logo no primeiro drop senti que a rabeta desgarrou por conta da forma como dropei, pois estava acostumado com outro modelo de prancha, mas logo me adaptei. Senti também que ela gera muita velocidade facilmente, como se fosse um skate. Segunda coisa que percebi foi que ela rotaciona muito fácil, gera um pivô incrível, muito ágil nas respostas, certamente por conta da característica de rabeta dela.

Sinto que ela é uma prancha que funciona melhor nas partes críticas das ondas, por isso estou tentando surfar sempre na parte mais forte das delas ao invés de ir lá na frente e puxar uma rasgada longa ou cutback, onde senti que não respondeu tão bem assim. Outra sensação marcante foi a ótima remada dela, impressionou como entra bem nas ondas e permite um drop mais seguro e veloz. Definitivamente estou bastante satisfeito com ela, evoluindo a cada sessão, principalmente em ondas pequenas.”

Gustavo – Nível Avançado (1,78m e 85kg, usa uma 5’8″ com 28,9 litros)

 

“Surfei pouco com ela até agora, foram em torno de 5 ou 6 vezes, mas em mares variados. Caí em ondas bem ruins, ondas médias e também em um mar bom. Senti que não é uma prancha para surfar ondas pesadas nem para fazer um surf de linha. Ela na verdade desenvolve velocidade extrema desde o drop, tem uma responsividade muito boa tanto nas cavadas quanto nas manobras, principalmente por ser Spine-Tek.

Percebi que ela pede um surf nas partes críticas, ela adora manobras de lip e acima do lip. Num mar de meio a um metro perfeitinho ela permite qualquer tipo de manobra agressiva, excelente para evoluir na radicalidade e no surf moderno, é uma prancha para soltar o pé. Ela segura legal quando precisa de drive mas é extremante solta quando forçada a isso, a rabeta desgarra legal quando eu quero. De fato ela não é uma prancha para iniciantes.”

Caso você esteja procurando por pranchas que elevem seu nível de surf a outro patamar, tendo a oportunidade de realizar manobras diferenciadas em alta velocidade, a Neck Beard 2 é sua prancha. Recomende esta leitura aos seus amigos que também estão à procura de modelos com estas características modernas e puxem seus níveis de surf juntos com a NB2.


Confira abaixo o primeiro surf do PRO Patrick Gudauskas com a Neck Beard 2.

 

2 thoughts on “Al Merrick Neck Beard 2: Analisando Pranchas

Deixe uma resposta