fbpx

Al Merrick OG Flyer: Analisando Pranchas

Al Merrick OG Flyer: Analisando Pranchas –

Nossa série Analisando Pranchas vai falar hoje da OG Flyer, da Al Merrick. Ela é um daqueles modelos de prancha que todo mundo deveria ter um dia. Por isso, vamos detalhar suas características e explicar por que ela faz tanto sucesso mundo afora.

Família Flyer

A atual OG Flyer é o quarto modelo da Família Flyer. Os primórdios desta família datam do ano de 1999, quando o shaper Al Merrick estava buscando uma solução para surfistas profissionais que precisavam de mais velocidade e fluidez em ondas menores, mantendo a alta performance nas disputas do Circuito Mundial.

Naquela época, as maioria dos atletas utilizavam pranchas com medidas padrão, algo como 6’0″ x 18″ x 2″ 1/4 com bastante rocker. Elas até funcionavam em condições de ondas boas, no entanto, como a maioria do circuito era disputado em condições médias e ruins de ondas, estas pranchas acabavam não entregando a melhor performance possível. Sendo assim, Al desenvolveu uma prancha mais curta, mais larga e mais grossa que o normal, com um rocker bem mais baixo e um contorno mais paralelo. Esta prancha foi chamada de Flyer, e logo caiu nas graças de surfistas exigentes como Kelly Slater e Rob Machado por exemplo.

Com um equipamento menor, que fluía com mais facilidade nas sessões fracas das ondas, a Flyer apresentava exatamente a performance que havia sido pensada na hora de seu projeto. Inegavelmente, este foi o estopim para uma grande revolução nos modelos de pranchas de alta performance como conhecemos hoje. Depois dela, vieram a Flyer F, a New Flyer e a mais recente OG Flyer. De fato, as Flyers são as pranchas mais usadas e admiradas da história da Channel Islands.

Outline E Bordas

O outline da OG Flyer é levemente mais largo e de linhas mais paralelas na parte central. Isso a faz uma prancha estável e muito veloz em partes mais fracas das ondas. Ela possui seu ponto mais largo na altura do meio da prancha, oferecendo bom equilíbrio na distribuição do volume. Por fim, conta com uma quebra de linha na região das quilhas laterais, isso oferece um ponto de articulação que torna a prancha ainda mais fácil de virar, realizando arcos mais fechados e atacando as ondas de forma mais vertical e agressiva.

Este modelo ainda conta com bordas médias para baixas, sendo bem sensíveis e proporcionando drive e segurança nas curvas. A OG Flyer é do tipo de prancha que “esconde” seu volume. Uma 5’11” nas dimensões padrão da marca tem em torno de 31 litros, no entanto isso não é perceptível quando colocada debaixo do braço.

Concave

Al Merrick OG Flyer concave

A OG Flyer apresenta um single concave suave iniciando perto do bico e ganhando em profundidade conforme se aproxima das quilhas. É nesse ponto que surge a transição do single para o double concave, logo antes das quilhas. Por fim, na parte final aparece o vee bottom logo atrás da quilha central. Essa característica certamente faz com que ela seja muito rápida, com bastante sustentação sob o pé da frente. Da mesma forma, quando pisada no pé de trás, ela realiza trocas de direção ágeis e fáceis, sendo muito responsiva e solta.

Rocker

A Al Merrick OG Flyer conta com uma curva de rocker “estagiada”, que faz com que a prancha se mantenha plana na parte central, mesmo local onde fica o fundo single concave e em que o outline se mantem paralelo. Já o rocker de bico e de rabeta são médios e bem equilibrados. Essas características foram pensadas para serem complementares, mantendo um bom volume na parte central da prancha e usando o máximo do single concave para oferecer a elevação e projeção frontal ideais. Além disso, essa combinação de rocker entrega uma performance bastante versátil, funcionando bem tanto em ondas fracas quanto em condições melhores.

og flyer

Quilhas

O melhor e mais versátil jogo de quilhas possível para esta prancha é o AM2. São quilhas consideradas grandes, que irão entregar muito drive e segurança nas curvas, mas por ter a quilha do meio menor, ela não fica presa nas manobras de lip. Dessa forma, consideramos a combinação perfeita para a OG Flyer. Caso você seja muito leve, recomendamos a AM1, que é basicamente o mesmo modelo, só que proporcionalmente menor, para pessoas mais leves.

Para complementar, pensando em um jogo de quilhas para os dias menores em beach breaks rápidos, o modelo Reactor é seu backup ideal, visto que ela é uma quilha mais reta e assim é capaz de fazer curvas fechadas e quebrar a linha das manobras com mais facilidade. Ela funciona em conjunto com o vee bottom e o falso wing na borda da OG Flyer.

Futures Fins

Nossa recomendação é a mesma da FCS, use as quilhas AM2 ou AM1 no dia a dia. No entanto, se você puder ter outro jogo de quilhas para usar em dias bem pequenos e fracos, escolha algum dos jogos enquadrados como speed generating da Futures. Particularmente os modelos Blackstix Craig Anderson e Blackstix F8 são os ideais. Isso porque estas quilhas geram velocidade em ondas fracas e conseguem promover uma performance muito mais agressiva quando o mar não está colaborando muito.

Sensações

A OG Flyer é hoje uma das pranchas mais vendidas da Channel Islands, e não precisa de muito para entendermos o porquê. Seu shape bastante equilibrado e bem distribuído faz com que ela funcione bem na grande maioria das condições de mar. Sem dúvida este é o modelo perfeito para aquele surfista que pode ter apenas uma prancha em seu quiver. Pode parecer pretensioso, mas a OG Flyer responde muito bem em ondas de meio metro até um metro e meio. Sendo assim, você pode usá-la com tranquilidade nesses mares, pois ela irá atender às necessidades de remada e performance na onda.

Você encontra ainda mais informações sobre este e outros modelos em nosso site e também através do chat com nossos consultores. Temos algumas OG Flyer disponíveis a pronta entrega e eles poderão ajudá-lo a escolher a configuração ideal da sua.

Mais detalhes sobre o processo de criação e fabricação desta prancha você confere no vídeo abaixo, com o shaper Britt Merrick.

The Shaping Room, OG FLYER from CI Surfboards on Vimeo.

Deixe uma resposta