Os 7 principais cuidados com a sua prancha de surfe

Confira abaixo as melhores formas de cuidar da sua prancha de surfe!

Você provavelmente já conhece algumas práticas sobre como cuidar da sua prancha, certo? Mesmo assim, resolvemos relembrar alguns cuidados e desvendar alguns mitos neste assunto! Afinal, um quiver de respeito é construído durante anos e devemos cuidar para mantê-lo pelo maior tempo possível.

Foto: Martin Spurway

Entenda abaixo o que você pode fazer para manter sua prancha em alta performance e bonitona como quando vocês trocaram os primeiros olhares! 😀

 

#1 A prancha não está na água? Estão está na capa!

Provavelmente o melhor cuidado que você pode ter com a sua prancha é deixar sempre que possível guardada em uma boa e resistente capa. O investimento de uma boa capa com costuras reforçadas e espumas de 8-10mm se paga facilmente com os danos que ela evita, tanto de sol quanto de transporte e acidentes de percurso, como quedas. Afinal, a grande maioria dos danos acontecem FORA da água! Capas anti-reflexivas sāo boas opções.

 

#2 Cuidado com o sol!

Esse sem dúvida é um dos principais erros que surfistas, principalmente iniciantes, cometem ao cuidar de suas pranchas: deixá-las expostas ao Sol. O primeiro resultado negativo notado geralmente é quando a prancha fica amarelada e o material fica deteriorado, refletindo em perda de performance e em alguns casos até inutilização da prancha com a regressão do bloco.

 

#3 O carro pode ser seu inimigo.

Nossa caranga sempre nos ajuda a chegar nos melhores picos, mas devemos ter alguns cuidados ao levar nossa prancha dentro ou fora dela. Dentro, o calor pode se tornar muito intenso muito rápido, o que pode causar bolhas e outros danos. Uma boa capa ajuda a evitar esse problema, mas vale tomar cuidado. Não deixe a sua prancha dentro ou fora do carro por muito tempo.

Por fora do carro, devemos cuidar para não prender muito forte as fitas ou elásticos que seguram as pranchas. A pressão pode causar danos graves. A capa aqui se tornava novamente essencial, inclusive em casos de buracos e solavancos que possam fazer com que ela bata no carro.

 

#4 Não deixe os consertos para depois.

É muito comum as pranchas sofrerem algum tipo de dano como pequenas quebras e rachaduras. NUNCA surfe com estes danos abertos. Eles podem causar infiltração de água e naturalmente danos irreparáveis para a sua prancha. Portanto, sempre que sair da água, confira se algum dano foi causado e lembre de consertá-lo antes de voltar ao surfe. Ah! E não adianta cobrir com parafina!

 

#5 Não deixe a gravidade te prejudicar.

Deixar a sua prancha em pé encostada na parede é sempre um risco, mas ele fica ainda maior quando ela está mal apoiada, em um ambiente com crianças ou animais, ou até perto de uma entrada forte de vento. Portanto, não deixe a gravidade e o azar de acidentes banais causarem algum dano na sua amada prancha. Racks para prender as pranchas na parede são ideais para resolver esse tipo de problema.

 

#6 Sempre dê aquela ducha de água doce no fim da sessão.

A água salgada do mar resseca e amarela a prancha, portanto é sempre importante lavar bem a prancha com água doce. Vale também tirar o leash e lavar ele separadamente. Isso vai ajudar na durabilidade do acessório.

 

#7 Troque a parafina regularmente.

Não esqueça de retirar com frequência a parafina da sua prancha. Além de ela perder suas propriedades, pode danificar a prancha, derreter e colar na capa.

 

Esperamos que esses dicas possam te ajudar a manter a sua prancha mais conservada e lindona para a próxima sessão. Se estiver buscando uma nova, temos modelos irados das principais marcas de surfe do mundo! Confere aqui!

Leave a comment