As adaptações aquáticas que te beneficiam no surf

De relance, os humanos parecem bem deslocados no oceano. Temos pulmões de baixa capacidade, falta isolamento e nosso conceito de “natação” é ridiculamente ineficiente em comparação com nossos amigos mamíferos e suas nadadeiras. Mas, graças à alguns traços adaptativos, podemos estar muito mais à vontade dentro da água na hora do surfe.

1. Respiração controlada

A respiração é um processo involuntário para a maioria dos mamíferos terrestres, mas temos um controle substancial sobre nossa respiração. Pressões seletivas em nossos ancestrais evolutivos causaram a realocação da laringe do nariz para as gargantas – uma característica compartilhada por muitos animais aquáticos. Este desenvolvimento foi principalmente para fins de vocalização, mas também forneceu benefícios. Ou seja, a capacidade de fechar a traqueia durante o mergulho e facilitar a respiração passiva após um longo período de submersão. Então, da próxima vez que você estiver sugando o vento como um vácuo depois de uma espera de duas ondas, agradeça à sua laringe.

2. Visão subaquática

Quando vemos uma sombra debaixo d’água, somos duramente pressionados para dizer se é um tubarão, golfinho ou algum cara em um body board. A superfície curvada da córnea do olho é o que representa a maior parte do seu poder de refração e perde esse poder na água. Mas, de acordo com um estudo, expor seus olhos a ambientes subaquáticos frequentemente podem melhorar a visão subaquática. Uma tribo de ciganos do mar no sudeste da Ásia, conhecida como Moken, depende muito de comida forageira do fundo do oceano. Análises conduzidas nesta população mostraram que sua visão submarina era na verdade, duas ou três vezes melhor que a média dos olhos europeus. Através de anos de exposição a ambientes aquáticos, os Moken aumentaram a constrição máxima da pupila. Isso permitiu uma melhor visão subaquática. homem nadando no mar

3. Reflexos de Natação Infantil

Talvez você não tenha nascido para surfar, mas de certo modo, você nasceu para nadar. Recém-nascidos chegam gritando neste mundo com vários reflexos de natação. Quando uma criança está submersa, ela instintivamente prende a respiração e abre os olhos. E, até cerca dos 6 meses de idade, os bebês colocados de barriga para baixo na água, naturalmente moverão seus braços e pernas de uma forma a nadar. O medo que muitas pessoas têm da água ou do oceano, não se desenvolve até muito depois do nascimento. Afinal, o nascimento é como fazer seu primeiro barril no surfe.

4. Dedos das mãos e dos pés

As falanges enrugadas não são apenas um indicador de que você evitou as responsabilidades de sua terra por muito tempo. Quando os seres humanos estão em um ambiente aquático por longos períodos de tempo, os vasos sanguíneos em nossos dedos das mãos e pés se contraem, levando-os a enrugar. Todas essas rugas aumentam sua aderência. Um estudo conduzido pela Universidade de Newcastle, na Inglaterra, mostrou que os indivíduos movem objetos molhados 12 a 1 por cento mais rápido com dedos enrugados.

5. Reflexo de mergulho mamífero

Já sentiu seu coração parar quando você fura a primeira onda daquela série congelante? Bem, isso não o parou, mas diminuiu um pouquinho. Quando o rosto humano bate água fria, inicia-se um processo conhecido como reflexo do mergulho dos mamíferos. Isso faz com que o corpo sofra bradicardia, diminuindo a freqüência cardíaca em 1 a 25%. À medida que a frequência cardíaca diminui, a necessidade de oxigênio na corrente sanguínea é reduzida, deixando mais sangue oxigenado para os órgãos vitais. Ocorre vasoconstrição periférica, vedando capilares nas extremidades. Todos esses fenômenos resultam em maior capacidade de sobrevivência por mais tempo debaixo d’água. Isso é uma boa notícia para os surfistas de ondas grandes.

Portanto, se você pensava que o surfe e os esportes de água não ‘’eram pra você’’, agora foi possível entender que também possuímos adaptações aquáticas para realizar exercícios físicos. Podemos sim estar dentro desse mundo molhado.

Agora que você viu como possuímos adaptações que nos beneficiam na hora do surfe, entre no blog do Prancha Nova e confira o nosso post que analisa os motivos pelos quais você deveria surfar.  Além dos outros super interessantes que estão lá!!


 

Deixe um comentário