fbpx

Session Da Galera: Mickey Bernardoni x Stacey Machine Head

stacey machine head

Session Da Galera: Mickey Bernardoni x Stacey Machine Head –

Dando sequencia às nossas análises de pranchas da marca australiana Stacey, chegou a vez da Machine Head. Ela é na verdade a próxima geração do modelo 5150, do qual já falamos aqui recentemente. Falamos novamente com Mickey Bernardoni sobre ela, confira.

Como dissemos acima, a Machine Head é uma evolução do modelo 5150. Da mesma forma que sua antecessora, ela é uma prancha super confiável e versátil, desenvolvida para um surf de alta performance. É o tipo de prancha para aqueles que só podem ter uma no quiver, pois funciona bem em condições diversas de mar entre 2 e 6 pés.

machine head

Características

stacey machine head

Como podemos ver no quadro acima, ela tem um outline elíptico bem característico das pranchas de alta performance. Seu bico, meio e rabeta carregam medidas bem equilibradas e a distribuição do volume na Machine Head é bem homogênea. Ela conta com um pouco mais de volume na região da longarina, principalmente debaixo do peito do surfista, o que a faz ter bom poder de remada. Já na parte final ela conta com uma discreta quebra de linha em seu contorno, o que facilita as trocas de direção e deixa a prancha mais responsiva.

Seu rocker de entrada é medio, equilibrando bom poder de remada e velocidade após o drop com um encaixe perfeito nas diferentes seções das ondas. Por outro lado, seu rocker de rabeta é baixo, o que ajuda muito no controle, drive e manutenção da velocidade, principalmente nas partes fracas das ondas.

Sua configuração de concave é o já conhecido combo single to double + vee. Ou seja, começa com um single concave na parte da frente, o que dá bastante velocidade e sustentação à prancha, seguindo para um double entre as quilhas, trazendo mobilidade e mais soltura nas curvas e por fim um vee atrás da quilha central, que ajuda e muito nas trocas de direção e a deixa bastante responsiva.

outline Outline
Curvado e moderno, para um surf de alta peformance.
entry Rocker de Entrada
Médio, boa remada e se encaixa bem em partes críticas sem sofrer nas partes mais flat das ondas.
exit Rocker de Saída
Baixo, oferece muita velocidade, drive e controle.
concave Concave
Single to Double + Vee na saída da rabeta. Sustentação, velocidade, mobilidade e respostas rápidas nas trocas de direção.
tail Rabeta
Discreto bump na altura das quilhas, estreitando a parte final da prancha, fechando num squash clássico.
thruster Triquilha
Projetada para performance e versatilidade.

Mickey Bernardoni x Machine Head

Esta é mais uma prancha do quiver do catarinense Mickey Bernardoni. Ela é sua escolha para quando o mar está bom e bem manobrável na região da Praia Brava de Itajaí e Navegantes. Confira seu depoimento no vídeo abaixo, que conta com algumas excelentes ondas captadas nos últimos meses no norte de SC.

Se você está precisando de uma prancha de alta performance que vá bem em 90% das ondas do seu dia a dia, a Machine Head pode ser a pedida certa. Encaminhe para seus amigos conhecer este modelo também.

Deixe uma resposta

WhatsApp chat