fbpx

Duelo de Step-ups: CI Happy Traveler vs. Sharp Eye #77+

prancha step up

Duelo de Step-ups: CI Happy Traveler vs. Sharp Eye #77+   

Muita gente nos pergunta sobre pranchas para ondas fortes e tubulares, por isso hoje trazemos em nosso blog um duelo de Step-ups: Al Merrick Happy Traveler vs. Sharp Eye #77+.

Com a chegada do outono no Brasil, chegam também as grandes ondulações que atingem em cheio nossa costa sul e sudeste. Com isso, são necessárias prancha adequadas para que o surfista possa aproveitar o melhor desses swells poderosos. Isso parece óbvio, mas é muito comum vermos surfistas entrando em mares com ondas de seis, oito, até dez pés com pranchas pequenas para aquelas ocasiões. Alguns inclusive se colocam até em risco usando pranchas que normalmente surfam no dia a dia em ondas de meio a um metro.

A energia e a velocidade que as ondas grandes carregam exigem que o surfista tenha um equipamento à altura. Pranchas maiores, com mais volume e principalmente alto poder de remada são essenciais para um boa experiência quando o mar sobe. Sendo assim, o ideal é que se tenha um quiver de duas ou três pranchas em casa, sendo pelo menos uma maroleira, uma do dia a dia e outra prancha step-up. Este é o nome dado às pranchas maiores, não gunzeiras, que atendem às exigências do dias de ondas fortes entre 5 e 10 pés, dependendo do pico.

Atributos Essenciais

Uma prancha step-up normalmente conta com alguns atributos básicos que a faz responder bem em condições de ondas poderosas. Um dos mais óbvios é o tamanho extra, elas normalmente será maior que as prancha usadas no dia a dia. Outra característica típica é um pouco mais de volume sob o peito, com sua parte mais larga empurrada mais para a frente do meio. Isso facilita a entrada nas ondas, pois dá à prancha maior poder de remada, o que é essencial na hora de surfar ondas buraco.

A rabeta também normalmente é mais esticada e estreita, variando entre thumb, round ou round pin, que são capazes de dar mais segurança, controle e realizar curvas mais longas. As step-ups normalmente mantém a mesma largura das pranchinhas normais ou podem ser até um pouco mais estreitas e também preferem um pouco mais de rocker geral para se encaixarem melhor nas paredes íngremes.

Por fim, o fundo da prancha também é bastante importante nessa conta. Basicamente ele define o quão bem o surfista irá conseguir desenvolver sua velocidade na onda e de que forma conseguirá manter as bordas cravadas na água durante as curvas. O concave canaliza o fluxo d’água e gera sustentação sob a prancha. Muitos modelos de step-up contam com um single concave por todo o fundo, favorecendo a velocidade. Alguns outros contam com um double entre as quilhas e até um vee atrás da quilha do meio, assim como muitas pranchas pequenas, o que favorece as trocas de direção e deixa a prancha mais maleável.

Pensando em todos esses atributos, escolhemos duas das pranchas mais atuais e modernas da atualidade, as quais foram recém lançadas no mercado, para uma comparação sobre suas características. Assim sendo, você poderá escolher qual delas se encaixa melhor às suas necessidades.

Al Merrick Happy Traveler

happy traveler merrick

A Happy Traveler foi desenvolvida após o enorme sucesso da Happy. Ela foi pensada para ondas poderosas, tubulares e fortes, acima dos 5 pés. É o modelo mais usado pela equipe de profissionais da marca em ondas havaianas e também em tubos pesados na Indonésia, França, México, entre outros.

Como as ondas grandes contêm muita potência e velocidade, as pranchas não precisam gerar velocidade nesses casos, mas sim controlá-la, tanto nas cavadas, quanto dentro dos tubos e durante as manobras. É isso que diferencia a Happy Traveler de outras pranchas para ondas menores.

O shaper Britt Merrick diminuiu o concave entre as quilhas e estreitou o outline na altura da terceira quilha. Já as quilhas laterais ficam mais próximas da borda para otimizar a segurança e a tração. Isso fornece um surf muito mais conectado com a parede da onda. Este modelo também aumentou o volume debaixo do peito do surfista, melhorando o poder de remada.

Por fim, ela mantém a característica da curva de rocker da Happy, mas a acentua para condições maiores, com mais força e velocidade. Testada em diferentes picos ao redor do mundo nas mais paradisíacas e pesadas condições, a Traveler vai ser a prancha do seu quiver que garantirá lembranças inesquecíveis.

Por ser uma step-up, você deve utilizá-la em tamanhos pelo menos 2 polegadas maior do que sua prancha do dia a dia para ondas boas. Por exemplo, se sua CI Happy é uma 5’11, use a Happy Traveler entre 6’1″ e 7’2″, dependendo das suas intenções de mar.

Sharp Eye #77+

sharp eye 77+

Assim com a Happy Traveler, a Sharp Eye 77+ também foi baseada em um modelo de sucesso de sua fábrica, neste caso a Sharp Eye #77. A Sharp Eye 77+ é uma prancha desenvolvida para um surf seguro em ondas sérias.

Esta prancha surgiu depois de ter sido exaustivamente testada na temporada de 2020 por atletas da marca, principalmente pelo japonês Kanoa Igarashi.  Com a ajuda dos feedbacks dos surfistas em ondas poderosas, o shaper Márcio Zouvi fez diversos ajustes em seu protótipo, principalmente na curva de  rocker e na distribuição de espessura da # 77 original.

O objetivo era claro, de aumentar o drive e o controle em ondas fortes e tubulares. Quando as ondas são rápidas e ocas, o surfista deseja ser capaz de ter muita velocidade para acompanhar a onda, mas ainda mais importante do que isso é conseguir controlá-la. Como dizia uma antiga propaganda de uma marca de pneus: “velocidade não é nada sem controle”.

Kanoa Igarashi colocou sua #77+ à prova em potentes ondas no Taiti e em Portugal com o objetivo de pegar e completar o maior número de tubos que fosse possível. Mas além disso, também deveria conseguir realizar curvas e manobras em seções críticas. Seu feedback foi incrível. Definitivamente, e assim como a #77 original, #77+ foi desenvolvida para ser usada por surfistas avançados em condições boas a excelentes acima dos 5 pés.

Em suma, ela é uma step-up para completar seu quiver e para que não tenha mais desculpas por não entrar naquele mar grande e clássico. Recomenda-se usar a # 77+ na mesma largura que sua prancha de alta performance, mas com um pouco mais de espessura. Ela conta ainda com uma rabeta round-pin bem esticada, a qual oferece muita tração e segurança em seções críticas.

Considerações

No fim das contas, tudo vai depender das suas preferências e necessidades pessoais e não há uma prancha melhor que a outra nesse caso. Cada surfista é diferente em habilidade, estilo, peso, altura e experiência, portanto antes de decidir, recomendamos que você contate-nos através do WhatsApp para obter mais informações sobre dimensões personalizadas.

 

 

Deixe uma resposta