fbpx

Surfe Melhor: Como Gerar Velocidade

Surfe Melhor: Como Gerar Velocidade –

Voltamos hoje com nossa série Surfe Melhor, e dessa vez com um assunto essencial para a evolução no surf: como gerar velocidade na prancha.

Nos últimos meses temos postado diversos artigos relacionados às técnicas do surf. Falamos aqui de alguns assuntos até pouco conhecidos da maioria dos surfistas, mas dessa vez vamos abordar um tema super conhecido, a velocidade. Certamente a maioria dos surfistas amadores tem alguma dificuldade nesse quesito e não sabe ao certo como gerar velocidade da forma correta.

surf velocidade

A velocidade é de fato o que há de mais importante no surf. Ela está em tudo, desde a remada para entrar no mar até o momento daquele aéreo na junção. Tudo o que fazemos no surf depende da geração e do controle da velocidade, além é claro do direcionamento da prancha através do gerenciamento dela. A grande questão é como fazer para gerar velocidade, principalmente em condições do dia a dia em muitos picos Brasil afora.

Dessa forma, acreditamos que é de suma importância compartilharmos conhecimento técnico para que você possa entender como gerar velocidade. A maioria de nós surfa de forma automática e sem consciência dos movimentos e isso de fato prejudica toda nossa evolução e performance. Portanto, nos parágrafos e vídeos abaixo você encontrará dicas importantes para que aprenda a acelerar sua prancha e alcance níveis de surf antes inimaginados.

Equipamento Certo

Sem dúvida, a escolha do equipamento certo faz muita diferença. Para cada nível de surf existe um tipo de prancha que encaixa melhor para cada surfista. Existem muitas características na construção das pranchas que permitem que elas sejam mais ou menos velozes. Pranchas mais largas e mais retas, ou seja, com pouca curva de rocker, tendem a sermais velozes. Da mesma forma, o concave também tem enorme importância na velocidade da prancha. Neste caso, pranchas com single concave acentuado proporcionam grande velocidade, pois direcionam o fluxo d’água em direção à rabeta e criam muita sustentação, deixando-a super rápida.

Como nosso objetivo neste artigo é detalhar a parte técnica – no que diz respeito ao surfista – de como gerar velocidade sobre a prancha, não iremos entrar em maiores detalhes sobre equipamento. Caso você queira saber melhor sobre os atributos das pranchas e como eles influenciam na performance do surfista, acesse nosso canal no YouTube e conheça nosso serviço de Consultoria Exclusiva sobre pranchas.

Outro fator que faz a diferença na hora de gerar velocidade são as quilhas. É comprovado que as configurações bi e quadriquilhas são mais velozes que as tradicionais triquilhas. Apesar de cada tipo de configuração ter seus prós e contras, recomendamos que experimente sua prancha com quatro quilhas. Sinta como ela flui melhor nas ondas e adquire mais velocidade em menos espaço. Se quiser saber ainda mais detalhes sobre o funcionamento das quilhas, leia nosso artigo exclusivo sobre elas e assista ao vídeo explicativo em nosso canal no YouTube.

Mola Corporal

surf velocidade

Nosso corpo tem a capacidade de se comprimir e se estender através da flexão e da extensão das nossas articulações. Basicamente, é através desses movimentos que fazemos nossa prancha ganhar velocidade. Quando queremos gerar velocidade, devemos comprimir nosso corpo e pesar mais no pé da frente enquanto descemos a parede da onda. Da mesma forma, devemos estender nosso corpo e aliviar o peso vertical sobre o a prancha na hora de subir na parede, logo após termos pisado nas quilhas para fazê-la subir. Importantíssimo lembrar que, se possível, estas ações devem ser feitas no terço mais alto da onda, que muitos chamam de “highline”.

Esse gerenciamento de peso na aceleração da prancha, em curtos movimentos de subida e descida, extensão e flexão, é o que oferece ao surfista a velocidade e a fluidez necessárias para passar seções longas e rápidas. Além disso, essa mesma velocidade é responsável pela aplicação de grandes manobras, fazendo com que o surfista aproveita as melhores partes das ondas.

Ao contrário do que falamos acima, muitos surfistas tentam acelerar a prancha utilizando seu fundo. Esse é um tipo de vício que acabamos repetindo onda após onda e nem percebemos. De fato, nem notamos que aquelas “matadas de barata” estão na verdade atrasando nossa prancha ao invés de acelerá-la. Cada vez que erguemos o bico e pisamos na rabeta, estamos freando a prancha. Inclusive falamos disso no artigo que fala do Gerenciamento De Peso Vertical, quando mencionamos que esse exato movimento é recomendado para estolar a prancha e diminuir a velocidade.

Braços

surf velocidade

A participação dos braços na aceleração da prancha é muito importante. Eles são como setas que indicarão para onde queremos levar nossa prancha. Na hora de gerar velocidade de frontside, o braço de trás do surfista faz leves movimentos circulares como se estivesse embalando o corpo com a mão deste braço, agarrando o ar e jogando para trás.

Já de backside é o braço da frente que irá fazer a diferença e pendular a prancha para cima e para baixo, direcionando e empurrando o corpo e a prancha nas mesmas direções. Costumo comparar o movimento dos braços e quadris acelerando de backside como os de um tenista batendo uma bola no seu backhand de duas mãos.

Confira no vídeo abaixo um modelo gráfico demonstrando o que acabamos de falar:

Praticando

Rodrigo Hernán “Blom”. Foto: Matheus Giuseppe MG7

Conforme já orientamos em outros artigos, a utilização do skate simulador de surf é muito útil para colocar em prática algumas técnicas. Talvez a técnica mais simples de você aplicar e repetir no skate simulador é a geração de velocidade. Para isso basta ter um skate desse tipo e um local plano, amplo e liso para colocar os movimentos em prática.

As trocas curtas de direção usando os braços, tronco, quadris e pernas em conjunto são muito perceptíveis quando aprendemos os movimentos corretos e os colocamos em prática. Os movimentos musculares exigidos para esta ação no skate são os mesmos no surf. Sendo assim, quanto maior a prática fora d’água mais seu corpo irá criar memória corporal. Dessa forma, quando for treinar nas ondas, seus músculos já estarão preparados para executar a movimentação com mais qualidade e naturalidade, gerando assim mais velocidade no surf.

Abaixo o vídeo super educativo com o treinador especializado Rodrigo Machado, da Power Surf, onde ele mostra na prática como executar estes movimentos com seu skate Smooth Star.

O Que Devo Evitar

Cuidado para não acelerar demais. O recurso de gerar velocidade na prancha serve para passarmos seções rápidas das ondas e aplicarmos as manobras nas partes e ângulos mais adequados. Entretanto, muitas vezes acontece que vermos surfistas acelerando praticamente a onda inteira, como se ele nunca fosse terminar. Portanto, utilize a aceleração horizontal sempre com um objetivo em mente e procure transformar essa velocidade lateral em velocidade vertical, subindo e descendo amplamente na face das ondas, acelerando a prancha durante as manobras.

Fique atento(a) aos braços. É bastante comum vermos surfistas amadores tentando acelerar a prancha mexendo os braços de forma exagerada e desordenada. Esse tipo de comportamento gera desequilíbrio, além de não ajudar na aceleração da prancha. Mantenha seu tronco relaxado e tenha consciência dos movimentos corporais como um todo, perceba seus braços e os controle.

Por fim, evite “matar baratas”. Você pode substituir aquela bateção de fundo de prancha por trocas de bordas rápidas, que são muito mais eficientes e deixarão seu surf mais bonito.

Se você gostou deste artigo e acha que ele pode ser útil para seus amigos também, mande o link naquele seu grupo de WhatsApp do surf e aproveite pra marcar aquela sessão de skate simulador ou surf. Assim vocês poderão colocar todos os ensinamentos em prática. Boas ondas!

 

Deixe uma resposta